terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Comentários


Sobre a Intervenção...
“Nossos analistas”
    Leio alguns colunistas nos jornais tentando adivinhar quem ganha e quem perde com a Intervenção no Rio. 
    Ora, é simples: se der certo, ganha o Rio; se der errado, perde o Rio.
    Se do sucesso da intervenção alguém vier a faturar politicamente, isso será, digamos, um efeito colateral (na verdade, terá valido o preço).
    Digo isso, claro, torcendo para que dê certo, embora plenamente ciente de que, dada a complexidade e gravidade da situação, há grandes chances de não funcionar.
    Sobretudo, se consideramos que, por interesses não declarados, há muita gente fazendo força no sentido contrário.
    “Nossos analistas” estão analisando a futrica, podendo ir ao essencial: é o Rio quem perde ou ganha!
Torçamos então para que dê certo.
* * *
Naïf
    Leio nas mídias sociais que a intervenção não deveria ser militar, contra o crime organizado, e, sim, uma intervenção em prol da Educação.
    Mas como, se as escolas estão fechadas e sem aula por conta dos tiroteios? 
    No atual contexto carioca, a Intervenção na Educação começa pelo restabelecimento da Lei e da ordem.
    Eis a dura realidade!

Um comentário:

  1. O sucesso está em atacar o problema na fonte.Ou seja nos países exportadores.Bolivia,uruguai,paraguai,venezuela,peru e colombia.Sem isto a operação não tera sucesso.No mercado interno a droga vai subir de preço,e os exportadores,entraram em panico,baixando a cotação e estimulando o grande consumo devio ao baixo preço.

    ResponderExcluir